eva andressa pretende publicar biografia

eva andressa pretende publicar biografia

publicada há 2 diasatualizada há 2 dias
Eva Andressa pretende escrever biografia para contar superação
‘Não tinha condições financeiras e comia fígado de galinha e hambúrguer de frango como proteína’, lembra a musa fitness.
Luciana Tecidio
Do EGO, no Rio
FACEBOOK
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)
Eva Andressa mal acabou de lançar um livro – “Dicas fitness: falando de boa forma e saúde”- e já prepara outro. O próximo será uma biografia onde ela contará as dificuldades que enfrentou para ser atleta Fitness.
EGO NAS REDES SOCIAIS

Curta a nossa página
Siga o EGO
Veja o painel do EGO
Baixe o App do EGO
Em conversa com o EGO durante o Arnold Classic, no Rio, a musa fitness contou que foi criada pela mãe, sem a presença do pai, que sustentava Andressa e mais dois filhos. Sem dinheiro para pagar nutricionistas, personal e comprar suplementos, Eva foi uma autodidata no começo da vida de atleta.
Nessa época, lembra Andressa, ela substituía o peito de frango e a carne vermelha por produtos industrializados, com preços bem mais em conta. “Sabia que era preciso comer proteínas. Então comia fígado de galinha e hambúrguer de frango, aqueles de caixinha, acredita?”
Eva começou a malhar aos 17 anos. Foi quando deixou a mãe e os dois irmãos para ir
viver com seu ex-marido, com quem se relacionou por 13 anos. “Morava com ele
e toda a sua família numa casinha de madeira no Paraná. Era bem pequena. Quero
mostrar no livro que meu início não foi fácil.”
Superados os momentos difíceis, hoje, aos 31 anos, Eva mora num apartamento próprio e deu um carrinho para a mãe. E a carreira de modelo fitness vai muito bem, obrigada. “Viajarei para o México, Porto Rico, Espanha e Nova York. Sou muito conhecida e me chamam para fazer presenças VIP em lojas e eventos.”
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)
Eva Andressa (Foto: Roberto Teixeira / ego)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*